Hospital de Base vai retomar tratamento de quimioterapia

0
12

Força-tarefa vai atender pacientes com câncer na próxima semana

Quimioterapia nem sempre é primeiro tratamento contra o câncer

Uma força-tarefa está sendo montada pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (Iges-DF) para retomar as sessões de quimioterapia no Hospital de Base (HB) a partir da próxima semana. O anúncio foi feito hoje (22) pelo novo presidente do Iges, Paulo Ricardo Silva, depois de reunião com fornecedores para normalizar os estoques de medicamentos para tratamento de pacientes tratados de câncer no hospital. O presidente destacou que não há risco de desabastecimento.

Paulo Ricardo Silva explicou que, como todos os contratos com os fornecedores estão sendo revistos, o estoque do Hospital de Base não foi reposto com regularidade. O problema, contudo, foi solucionado após negociação com duas empresas fornecedoras dos medicamentos. “Nós próximos dias, teremos a entrega desses remédios”, garantiu. “Faremos o reagendamento de todos os pacientes o mais rápido possível e vamos fazer uma força-tarefa, inclusive ao sábado, para atender os pacientes”.

Atendimento cresce

Referência em oncologia, o Hospital de Base vem ampliando o número de atendimento a pacientes com câncer. Os procedimentos quimioterápicos passaram de 20.372 em 2018 para 30.717 em 2019. Até junho de 2020, foram 14.659, segundo dados da Oncologia do HB e do Ministério da Saúde.

Apenas no setor de Radioterapia foram realizados 205 tratamentos em 2017, 334 em 2018 e 407 em 2019. Até julho de 2020, foram 267. A estimativa é que o hospital realize 457 até o final do ano.

O Hospital de Base também expandiu o número de consultas médicas realizadas por oncologista clínico. Em 2017, pouco mais de 11 mil em 2017, chegando a mais de 20 mil em 2019. Mesmo com pandemia, até junho deste ano já fora, realizadas mais de 10 mil consultas, segundo o HB.

Outubro Rosa

Na Campanha Outubro Rosa realizada Iges, foram realizados mais de 1,3 mil atendimentos de mulheres realizados durante 17 dias de ações nas seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do DF, no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM, no Hospital de Base (HB) e no Ônibus da Mulher, da Secretaria da Mulher, em parceria com a Secretaria de Saúde do DF.

Mais de mil mulheres foram consultadas, mais de 280 mamografias foram realizadas no Hospital de Base e no Hospital de Santa Maria e aproximadamente 500 mulheres foram encaminhadas para fazer exames na mama. O Hospital de Base também operou 35 pacientes para retirada do câncer de mama e 20 já fizeram a reconstrução. Houve ainda mais de 50 atendimentos psicológicos.