Notas de Real podem estar com os dias contados para acabar, diz Banco Central do Brasil

0
5
Notas de Real podem estar com os dias contados para acabar, diz Banco Central do Brasil
Notas de Real podem estar com os dias contados para acabar, diz Banco Central do Brasil

O dinheiro físico pode estar com os dias contados para acabar, segundo uma recente declaração de um dos diretores do Banco Central do Brasil.

Desta forma, para o diretor de Organização do Sistema Financeiro do Banco Central do Brasil, João Manoel Pinho de Mello, os pagamentos digitais tem o potencial de “acabar” com as notas de Real.

Para Mello uma tendência sem volta no sistema financeiro é a digitalização dos meios de pagamento, como o BC pretende com o Pix, e assim esta forma de ‘moeda digital’ deve substituir, aos poucos, a emissão de papel moeda.

Ainda segundo Mello todo o ‘ecossistema’ que é preciso existir para a produção, distribuição e aceitação do dinheiro em papel é muito caro a sociedade e os pagamentos digitais tornam esse processo menos custoso e mais rápido.

Porém, embora o diretor destaque que o dinheiro em papel deve ‘morrer’ em breve ele destacou que o BC vai ‘imprimir’ dinheiro enquanto ele for necessário.

“O Banco Central não vai se furtar a ofertar numerário quando há demanda, como na pandemia” afirmou.

“Fim do dinheiro”

Esta não é a primeira vez que o Banco Central destaca que o papel moeda pode ser substituído pelos pagamentos digitais.

O próprio Presidente do BC, Roberto Campos Neto, afirmou que o Pix vai ajudar a diminuir a demanda dos brasileiros pelas notas de Real.

“Com o Pix, vamos reduzir os custos de transferência de dinheiro e diminuir o uso de numerário, cujo manejo custa caro para a sociedade”, declarou Campos Neto.

Nesta linha Campos Neto também declarou que o Real, a moeda nacional, precisa ser aperfeiçoada, possivelmente com a criação de uma Moeda Digital de Banco Central, CBDC, dentro do Pix.

“No nosso caso é muito importante o PIX porque vemos daqui para frente a união de uma forma de pagamento instantâneo, aberto e interoperável. com um sistema de dados aberto. Onde ele se encontram em algum momento lá na frente  junto com uma moeda que tem que ser aperfeiçoada”, disse.

Pagamentos digitais em alta no país

Uma recente pesquisa da Visa, revelou que cerca de 78% da população brasileira deixou de usar dinheiro físico em 2020.

Segundo a Visa, a diminuição do uso do dinheiro e o aumento dos pagamentos digitais ocorreu devido a pandemia do coronavírus.

“Os consumidores do Brasil e de toda a América Latina e do Caribe entenderam que podem comprar praticamente qualquer produto digitalmente e retirá-lo via drive-thru, recebê-lo em casa ou buscá-lo na loja”, disse o vice-presidente de Soluções para o Comércio da Visa do Brasil, Fernando Pantaleão.

De acordo com dados da consultoria Statista, o país já é o quarto país no mundo em pagamentos pelo celular.

Outra pesquisa, esta feita pela Mastercard, também revelou que os brasileiros estão migrando para os pagamentos digitais.

Assim, segundo a gigante mundial de cartões, mais da metade dos brasileiros (53%) pretendem deixar de usar dinheiro físico em suas compras.

Além disso, de acordo com a empresa, 63% dos entrevistados declararam que pagamentos por aproximação são uma tendência que veio para ficar.

“Estamos felizes em poder atender os consumidores onde estão hoje, totalmente prontos para o afastamento do dinheiro e a adoção de pagamentos digitais seguros para o longo prazo”, disse Ana Paula Lapa, vice-presidente de Produtos e Inovação na Mastercard Brasil e Cone sul.

LEIA MAIS