Hospital da Região Leste cria Espaço Digital para servidores do grupo de risco – Secretaria de Saúde do Distrito Federal

0
4
Hospital da Região Leste cria Espaço Digital para servidores do grupo de risco – Secretaria de Saúde do Distrito Federal
Hospital da Região Leste cria Espaço Digital para servidores do grupo de risco – Secretaria de Saúde do Distrito Federal

Local acolhe profissionais que retornam ao trabalho após licença na pandemia

 

LUIZ FERNANDO CÂNDIDO, DA REGIÃO DE SAÚDE LESTE

 

Os servidores da Região de Saúde Leste ganharam o Espaço Digital, um ambiente informatizado para acolhimento daqueles que retornam às atividades após afastamento devido à pandemia. Serão atendidos no local os profissionais dos três níveis de atenção: Primária, Secundária e Hospitalar. O espaço foi visitado hoje (7/11) pelo secretário de Saúde, Osnei Okumoto.

 

Secretário de Saúde, Osnei Okumoto, conheceu o Espaço Digital – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

 

A idealização do local ocorre a partir da necessidade de estruturar um ambiente onde podem ser realizadas videoconferências, acesso a computador e rede Wi-Fi, de maneira confortável e que permita a otimização de resultados, sobretudo levando em conta o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), o servidor e a incorporação de tecnologias na saúde.

 

Quem elogia a iniciativa são profissionais de saúde como a médica do HRL Ana Luíza Moraes. Lactante e com um bebê de pouco mais de 11 meses, ela temia voltar ao trabalho depois que retornou do teletrabalho. Com o Espaço Digital, sente que diminui os riscos de ser contagiada pelo novo coronavírus. “Assim, tanto meu bebê como eu ficamos protegidos”, enfatiza.

 

“O Espaço Digital é de fundamental importância para o servidor que hoje se encontra classificado em grupo de risco para Covid-19 e que, assim, poderá exercer as suas atividades em ambiente salubre, com todos os equipamentos necessários”, destaca o secretário de Saúde, Osnei Okumoto.

 

A superintendente da Região de Saúde Leste, Raquel Beviláqua, conta que a ideia foi propiciar que a equipe não só utilize, mas tenha acesso à tecnologia mais facilmente. “Depois de assimilá-los, o ideal é que tais ferramentas possam ajudar a minimizar alguns gargalos que permitirão à Região como um todo focar no que realmente importa: a parte mais humana do trabalho de saúde”, frisa.

 

imagem08-11-2020-00-11-32

Raquel Beviláqua apresentou o Espaço Digital para o secretário de Saúde, Osnei Okumoto – Foto: Agência Saúde DF

 

Criação do espaço

 

O local fica na área externa do hospital e estava sendo usado para acomodar materiais inservíveis. Foi feita uma revitalização e a nova estrutura conta com televisão conectada ao computador, webcam, dez computadores e acesso à internet. A utilização do novo ambiente de trabalho será feita mediante agendamento prévio e a gestão pela Superintendência. O coordenador Gilson Cosme, responsável pelo setor, destaca a humanização do espaço.

 

“É um local que nós estamos trazendo um toque mais humanizado. Não tem uma caraterística de setor, mas sim, uma parte mais humanizada mesmo. Para o servidor se sentir muito mais à vontade em trabalhar em virtude da pandemia, para que ele possa se sentir protegido e confiante em realizar suas tarefas”, pontua Cosme.

 

O planejamento do espaço para o período pós-pandemia já vem sendo organizado. Nesse local, por exemplo, será possível articular algumas parcerias com outros hospitais, como o Hospital da Universidade de Brasília (HUB), para a implantação de um Projeto Piloto em Telessaúde.