113 supostos predadores crianças presos em operação conjunta pelo ICE, agências estrangeiras – Exibir Gospel

0
4
113 supostos predadores crianças presos em operação conjunta pelo ICE, agências estrangeiras – Exibir Gospel
113 supostos predadores crianças presos em operação conjunta pelo ICE, agências estrangeiras – Exibir Gospel

A Immigration and Customs Enforcement dos EUA, em um esforço colaborativo com as autoridades internacionais, prendeu 113 supostos predadores sexuais de crianças nos Estados Unidos e na América do Sul.

O ICE explicou em um comunicado divulgado na quinta-feira que seu departamento de Investigações de Segurança Interna fez parceria com o Ministério da Justiça e Segurança Pública do Brasil, bem como com a Secretaria de Operação Integrada do Laboratório Cibernético do Brasil como parte da Operação Infância Protegida.

Os predadores acusados ​​foram presos entre 2 e 6 de novembro.

Robert Fuentes Jr., adido do ICE para o Brasil e a Bolívia, disse em um comunicado que era grato aos parceiros brasileiros “por seus esforços inabaláveis ​​nos últimos cinco anos para combater a exploração infantil por meio da Operação Infância Protegida”.

“Este esforço colaborativo das Investigações de Segurança Interna do ICE e seus parceiros estrangeiros de aplicação da lei colocou criminosos perigosos atrás das grades e, o mais importante, resultou no resgate de crianças inocentes”, afirmou Fuentes.

“E aos nossos parceiros que mais recentemente se juntaram à nossa operação, esperamos a luta contínua e o esforço incansável para acabar com este crime horrível.”

As 113 prisões incluem 74 no Brasil, 23 na Argentina, cinco no Panamá, duas no Paraguai e nove nos Estados Unidos

De acordo com o ICE, a HSI Brasília tem parceria com a organização não governamental Child Rescue Coalition para combater a exploração infantil por meio do uso de Softwares de Proteção à Criança. Entre os anos fiscais de 2016 e 2019, a HSI ofereceu 11 exercícios de treinamento técnico sobre o uso do software para órgãos de segurança pública no Brasil e em outros países da América Latina. 

O treinamento levou a várias investigações sobre crimes de exploração infantil nesses países, relata o ICE. 

Desde 2017, a Operação Infância Protegida resultou em cerca de 781 prisões, o resgate de dezenas de vítimas e 1.383 mandados de busca e apreensão executados. 

Nos últimos meses, entidades de aplicação da lei, como o US Marshals Service, realizaram grandes operações com o objetivo de resgatar crianças de abusadores e traficantes.

Em setembro, por exemplo, os Marshals anunciaram que os policiais locais e federais resgataram mais de 70 menores desaparecidos nas regiões dos Grandes Lagos como parte da “Operação Homecoming”.

Os marechais trabalharam ao lado da Força-Tarefa Fugitiva Regional dos Grandes Lagos, do Departamento de Polícia Metropolitana de Indianápolis e do Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas.

“Os Marshals estão empenhados em ajudar as agências estaduais e locais na localização e recuperação de crianças desaparecidas ameaçadas de extinção para ajudar a prevenir que sejam vítimas de crimes de violência e exploração”, disse o US Marshal do Distrito Sul de Indiana Dan McClain em um comunicado na época.

“A mensagem que queremos transmitir às crianças desaparecidas e suas famílias é que usaremos todos os recursos à nossa disposição para encontrá-los.”

Durante uma operação semelhante na Virgínia, as autoridades federais resgataram 27 crianças desaparecidas e exploradas, bem como confirmaram o paradeiro de outras seis desaparecidas.

“O Departamento de Justiça se dedica a proteger as crianças mais vulneráveis ​​em nossa sociedade e a ‘Operação Encontre Nossas Crianças’ faz exatamente isso”, disse o procurador-geral adjunto Jeffrey A. Rosen em uma declaração no mês passado.

“Embora esta operação na Virgínia seja a recuperação mais recente de crianças em perigo e desaparecidas liderada pelo US Marshals Service este ano, também recuperamos mais de 440 crianças na Geórgia, Ohio, Indiana, Louisiana e outros estados. Por causa dessa iniciativa, as crianças recuperadas agora estão fora de perigo ”.

Fonte:https://www.christianpost.com/news/