PM do 20º Batalhão da Polícia Militar do Paranoá, morre após levar tiro no peito

0
4
Foto: Myke Sena/Esp Metrópoles.

Soldado teria sido vítima de uma tentativa de latrocínio — roubo com morte —, segundo informações preliminares da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF)

Walisson Holanda Fernandes era soldado da PMDF -  (crédito: Reprodução/Redes Sociais )

Wallison era soldado do 20º Batalhão da Polícia Militar, no Paranoá, havia mais de quatro anos. Na noite desta segunda-feira (16/11), o militar se divertia com amigos, na QNP 17, em Ceilândia Norte, e desconfiou de dois jovens, de 18 e 23 anos, que passavam pela rua. “Ele percebeu que os criminosos passaram olhando em direção à casa dele”, afirmou o delegado-adjunto da 19ª Delegacia de Polícia (P Norte), Thiago Peralva.

Os três suspeitos foram presos em Águas Lindas (GO). “Assim que eles fugiram, acionamos os prefixos (veículos da polícia), que fizeram o acompanhamento (do trio) e conseguiram capturá-los. É uma perda muito grande para nossa corporação. Era um jovem policial que tinha muito com o que contribuir na sociedade”, lamentou.

Em depoimento à polícia, os três afirmaram que iam em direção ao município goiano para levar o jovem ferido a um hospital da região. Se indiciados, eles podem responder por latrocínio e receptação, pois o o Fox branco tem a placa clonada. Agora, os investigadores tentam localizar a arma do crime. Durante interrogatório, os três desconversaram e alegaram não saber do revólver. Os suspeitos seguem presos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here