Colisão no espaço cria tipo de estrela nunca visto antes | Exame

0
44
Colisão no espaço cria tipo de estrela nunca visto antes
Colisão no espaço cria tipo de estrela nunca visto antes

imagem12-01-2021-12-01-47

Estrela: novo tipo de objeto foi criado pela colisão de duas anãs brancas (ESA/Divulgação)

Uma colisão entre duas anãs brancas (remanescente de estrelas parecidas com o nosso Sol) gerou um novo tipo de estrela nunca antes visto. A “estrela estranha”, como tem sido chamada, foi encontrada por cientistas da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) e é um tipo de corpo zumbi.

Isso porque, segundo a astronomia, a destruição de ambos é o mais provável de acontecer quando os dois corpos colidem. Não foi o que aconteceu com a J005311, localizada em uma nuvem densa de poeira e gás – ou seja, uma nebula. A nova forma estelar tem um brilho forte quando exposta aos raios X.

Quer trabalhar na área de tecnologia? Aprenda data science e python do zero. Comece agora!

O time de astrônomos, liderado por Lidia Oskinova, da Universidade de Postdam, na Alemanha, usou o telescópio de raio X XMM-Newton para estudar o objeto, originalmente descoberto em 2019. Há dois anos, os astrônomos reportaram que o objeto tinha “altas velocidades de vento” e que era muito brilhante e massivo para ser uma anã branca comum – foi sugerido, então, que ele se tratava de um novo tipo de estrela que sobreviveu do encontro das duas anãs.

Veja também

Com base nessa informação, Oskinova e seu time sugeriu que o que foi encontrado é um novo tipo de fonte de raio X causado pela colisão de duas anãs brancas. A nebula que sobrou do “acidente” também é visível na imagem, feito basicamente de elementos em neon (a parte verde da imagem).

Segundo a ESA, a estrela é extremamente instável e tem grandes probabilidades de entrar em colapso com uma estrela de nêutron nos próximos 10 mil anos.