Castrações de cães e gatos bate recorde no primeiro trimestre – Agência Brasília

    0
    70
    Castrações de cães e gatos bate recorde no primeiro trimestre – Agência Brasília
    Castrações de cães e gatos bate recorde no primeiro trimestre – Agência Brasília

    imagem03-05-2021-12-05-58Em breve novas clínicas serão adicionadas ao programa de castração de cães e gatos. Além do Gama, e do Castramóvel, ocorrerão atendimentos em Samambaia e no Paranoá | Foto: Divulgação Instituto Ambiental

    O Programa de Castração de Cães e Gatos do Instituto Brasília Ambiental bateu recorde no primeiro trimestre de 2021. Foram atendidos, no período, 3.481 animais. Este número supera o desempenho dos anos anteriores.

    Com relação ao mesmo período de 2020, por exemplo, quando foram castrados 1.068 animais, o crescimento é acima de 300%. Este trimestre, aliás, supera todo o ano passado, que somou 3.478 castrações.

    Do total de animais castrados de janeiro a março deste ano, 1.641 foram atendidos na clínica contratada, localizada no Gama, e 1.840 cirurgias foram realizadas na Unidade Móvel Castramóvel.

    Para o secretário geral do Instituto, Thúlio Cunha Moraes, este resultado revela o esforço do órgão ambiental em desenvolver com eficiência essa política pública, que permite o controle da natalidade desses animais, proporcionando a sanidade o equilíbrio populacional, e trazendo ganhos para os animais e a sociedade em geral.

    Leia também

    Pesquisa mostra que brasilienses aprovam campanhas de castração

    imagem03-05-2021-12-05-59

    Brasília Ambiental abre mil inscrições para castração de cães e gatos

    imagem03-05-2021-12-05-00

    Veja a lista dos mil animais inscritos para castração

    imagem03-05-2021-12-05-01

    Primeira campanha de castração do ano é marcada por tranquilidade

    O Programa de Castração de Cães e Gatos do Brasília Ambiental existe desde 2017. Se justifica pelo fato de a castração evitar não somente os problemas do presente, mas também os futuros nascimentos que poderiam ocorrer caso as castrações não fossem executadas.

    “Na maioria das vezes esses cães e gatos são abandonados nas ruas em condições precárias, se tornando um problema de saúde pública”, lembra Thúlio.

    O órgão ambiental trabalha para ampliar os locais de atendimento. Em breve novas clínicas serão adicionadas ao programa, e, além do Gama, e do Castramóvel, ocorrerão atendimentos em Samambaia e no Paranoá.

    *Com informações do Brasília Ambiental