Criptomoeda de graça: OKEx vai dar mais de US$ 20 mil em Dogecoin e USDT em nova promoção para brasileiros

0
70
Criptomoeda de graça: OKEx vai dar mais de US$ 20 mil em Dogecoin e USDT em nova promoção para brasileiros
Criptomoeda de graça: OKEx vai dar mais de US$ 20 mil em Dogecoin e USDT em nova promoção para brasileiros

A exchange de criptomoedas OKEx está com uma nova promoção que vai dar criptoativos de graça para os usuários em comemoração ao lançamento de sua nova plataforma de negociação P2P.

A promoção é voltada para os usuários do Brasil já que a empresa têm visto uma grande movimentação de usuários nacionais negociando em reais por meio da implementação do Pix.

No total, segundo a exchange, serão distribuídos mais de US$ 20 mil em criptomoedas de graça.

Para participar da campanha e ganhar as criptomedas o usuário deve interagir coma OKEx de diversas formas, entre elas, os primeiros 200 usuários que negociarem a cada dia durante a promoção, comprando um mínimo de 100 USDT pelo sistema P2P da OKEx, receberão 5 USDT como recompensa.

Já os usuários que comprarem 100 USDT (cumulativos durante a campanha) por P2P e negociarem um volume acima de 200 USDT em qualquer produto de trade da OKEx (incluindo spot, margin, derivativos, etc.) estarão aptos para participar de um sorteio que pode chegar a 20 mil USDT.

Segundo a empresa, o montante será liberado conforme novos usuários participarem.

Além disso, a cada 300 novos participantes que entrarem no grupo de P2P da OKEx no Telegram, será realizado um airdrop de 1000 DOGE.

A empresa destaca também que usuários que negociem pelo menos US$ 1000 no P2P, negociem US$ 500 em outros produtos de trade da OKEx, podem se inscrever para ser um merchant verificado. Esses usuários receberão OKB como recompensa e irão concorrer a prêmios exclusivos.

Para estar apto a participar dos prêmios do lançamento do P2P, o usuário deverá clicar em Registre na página da campanha. A promoção começa no dia 19 de Junho às 8:00h e encerra no dia 07 de Julho às 01:00h, horário de Brasília.

Preço das criptomoedas

Recentemente a OKEx declarou que acredita que uma confluência de fatores levou à correção observada no mercado de criptomoedas: o fluxo de notícias negativas sobre ativos digitais e o fascínio de alguns traders em negociar com grande alavancagem ajudaram a derrubar o mercado.

Falando sobre a dinâmica negativa dos preços das ações do maior cryptoexchange dos EUA, a Coinbase, os especialistas da OKEx notaram que durante o IPO os títulos da organização estavam “superaquecidos”.

Ao mesmo tempo, tanto as ações da Coinbase quanto as criptomoedas acabaram em uma situação de mercado complicada quando os dados recentemente publicados da ata da reunião de abril do Comitê do Federal Reserve dos Estados Unidos sobre Mercados Abertos causaram cautela no mercado de ações, uma vez que o regulador não excluir o aperto da política monetária nos Estados Unidos.

Enquanto isso, o mercado de criptomoedas está mostrando que o Bitcoin continua sendo a criptomoeda principal, porém o preço do bitcoin em si se correlaciona com o clima que prevalece em Wall Street em um momento ou outro. 

Ao mesmo tempo, alguns traders estão usando a oportunidade de comprar ativos financeiros um pouco mais baratos, tanto em Wall Street quanto no mercado de criptomoedas.

Os especialistas da OKEx também lembram que, se você olhar para o mercado crescente de bitcoins em 2016-2017, pode-se notar que a criptomoeda não sofreu uma correção para baixo por mais de três meses consecutivos. 

Se esse fenômeno continuar hoje, junho pode se tornar um mês de dinâmica positiva de preços do Bitcoin. No entanto, o cenário de subida do preço do bitcoin para além do patamar de 60 mil dólares em OKEx é considerado “muito idealista”.

A empresa destaca que grandes compras de bitcoins ocorreram na faixa de 40 a 60 mil dólares, o que faz com que seja possível forte pressão de mercado neste corredor de preços por parte de quem decide vender seus ativos digitais. 

A OKEx também observou que o surgimento de informações adicionais sobre o aperto da política monetária do Federal Reserve dos EUA, bem como mais dados sobre a possível nova regulamentação de criptomoedas na China, poderia motivar os comerciantes a começar a vender seus ativos digitais novamente.

LEIA MAIS